O período gestacional traz diversas preocupações em relação a parte odontológica. Por isso, vamos esclarecer algumas das principais dúvidas do pré-natal.

Por que a gestante tem que ter um cuidado maior com a higienização dos dentes?

Os hormônios progesterona e estrogênio aumentam durante a gravidez, podendo ocorrer dilatação dos vasos sanguíneos dos tecidos que fixam os dentes, tornando a gengiva mais vulnerável à inflamação e a sangramentos. Isso se chama gengivite, que pode evoluir para periodontite (infecção no osso de
sustentação dos dentes).

Além disso, há ainda o risco da mudança no pH da saliva causada por vômitos constantes que, junto com uma alimentação não equilibrada levam à formação de placa bacteriana e assim maior incidência de cárie. No pré-natal odontológico a gestante recebe orientações sobre a melhor forma de higienização diária.

Qual o melhor período para se fazer o tratamento odontológico?

O ideal é fazer o tratamento no segundo trimestre da gestação, desde que não haja dor.

Quais os tratamentos que as gestantes podem fazer?

Pode ser realizado todos os tratamentos no segundo trimestre de gestação.

A gestante pode tirar radiografia?

Sim, claro que sempre com proteção do avental de chumbo e procurando fazer só quando realmente há necessidade.

Pode tomar anestesia?

Sim, a anestesia bem feita não vai influenciar na gestação.

Os meus problemas bucais podem passar para o bebê?

Sim, já foi comprovado que problemas gengivais na gestante pode ocasionar partos prematuros e/ou baixo peso dos recém-nascidos.

Marque sua consulta com o dentista.